20/07/2017

O que é Plot twist?

Vamos falar sobre uma das características mais marcantes do cinema, que torna alguns filmes os favoritos de muitas pessoas e da crítica. A verdade, é que muita gente explica o que é Plot twist sem saber que está falando de um Plot twist, eu já estive nesse meio hahahahah. Sendo assim, acho válido explicar e ainda dar indicações de filmes incríveis que contém essa característica. Basicamente, um Plot Twist é o que te faz ficar dessa forma vendo um filme:


Trata-se de uma mudança radical, uma reviravolta no enredo que muitas vezes te faz ligar peças do filme inteiro, explicando-o, mudando a trama ou mostrando que tudo o que você imaginou, estava errado!

Obs. Cuidado com os spoilers!

1. A Pele que Habito (2011)


Tenho que admitir, precisei dar uma segunda chance para esse filme. Na primeira vez que tentei assistir, simplesmente desisti, logo no começo. Felizmente, em outro dia consegui mais ânimo para ver até onde tudo iria e acredite, conforme você vai assistindo, algo vai te intrigando e percebe que precisa saber o que tem de errado, qual é a verdadeira trama. Você sabe que em algum momento vai ter uma revelação, mas não espera para o quão surpreendente ela acaba se tornando!

O filme foi dirigido por Pedro Almodóvar e tem Antonio Banderas como protagonista, interpretando um conceituado cirurgião plástico, que mantém uma mulher trancada em sua casa. A trajetória do cirurgião conta com o suicídio de sua esposa e com a dolorosa ideia de que a filha foi estuprada. O que o leva à um ato de vingança inacreditável.

2. Os Outros (2001)


Esses é um dos meus filmes favoritos quando trata-se de Plot twist! Ele foi dirigido por Alejandro Amenábar e tem Nicole Kidman como protagonista. Diferente do filme anterior, não sabemos ao certo se terá uma grande revelação, é algo realmente inesperado e acontece de forma mais chocante do que A Pele que Habito.

Em Os Outros, Grace (Nicole Kidman) vive em uma mansão isolada em uma ilha com seus dois filhos e espera ansiosamente pela volta de seu marido da guerra. A casa vive em escuridão por causa de uma condição rara das crianças. No entanto, empregados chegam à casa e o que parecia ser uma rotina monótona e uma trama previsível, torna-se em um filme incrível e surpreendente. Vale a pena!

3. O Mistério das Duas Irmãs (2009)



Depois da morte de sua mãe em um incêndio, Anna, que é interpretada por Emily Browning, tenta suicídio e como consequência, vai para uma clínica iniciar um tratamento. Ao voltar para a casa de seu pai, ela encontra sua madrasta (que era enfermeira de sua mãe) e sua irmã, Alex (Arielle Kebbel). Anna começa a ser assombrada por aparições que fazem com que ela acredite que Rachel matou sua mãe. É tudo o que você vai pensar vendo o filme e desculpa o spoiler, mas não é bem assim hahahahahha.


Claramente, existem outros filmes com Plot twist, se já assistiu, aproveita para deixar seu comentário aqui e recomendar!

15/07/2017

Espelho

A fragilidade me pegou, dançou comigo e me mostrou, de uma forma cruel o quão forte ela pode ser. Quem diria? Nunca imaginei tanta força. Jamais pensei sobre a dolorosa queda como sua consequência. Me lembrei que ela faz parte de toda essa vida que a gente luta para que seja o mais bonita possível, mas às vezes, esquecemos que em um segundo tudo pode mudar.

Reconhecê-la, certas vezes, é tão difícil, confuso e agoniante. Ah, medo e você? Não te quero, mas você vive mim. Está na falta de ar. Está na lágrima e até mesmo no riso. Não é clichê, é vontade de gritar pelos quatro cantos "calma", mas saber que o mundo não para por algumas horas, semanas, meses ou anos para que encontremos nosso caminho.

O que você vê? O que você queria ver? O que você precisa ver? São respostas distintas? Já não sei mais. É confuso como pensamos que vamos fazer algo fielmente, que vamos seguir A, B, C e D, aí um belo tempo depois, estamos dizendo em conversas de bar "Quem diria que eu estaria fazendo isso?", é, a graça está aí, mas assusta um pouco, entre os altos e baixos, o baixo pode parecer sufocante demais para um sopro que te leve para cima.

Eu vejo o brilho, não adianta o quão escuro esteja, eu ainda vejo. Vejo a animação, vejo a coragem. Vejo tanto. Espelho, às vezes você me agonia, mas verdade é que é necessário lembrar que o mundo realmente não acaba hoje e eu também não.

29/05/2017

Ele não gosta bacon

Meu amor não gosta de bacon. É engraçado como nos pegamos percebendo esse tipo de coisa. Quando você se dá conta, está na fila do MC, sem gostar de ketchup, mas enchendo a bandeja porque lembrou que o hambúrguer, fica sem graça para ela sem aqueles benditos saquinhos vermelhos. Estar com alguém é mais do que apenas dizer, é saber, viver, se sentir diferente.

É escolher com cuidado a coberta porque sabe que a rinite dos dois pode atacar. É ver lançamentos da Marvel e já marcar uma data para assistir juntinho. Não é ficar cego diante todos os outros, mas sim enxergar tudo e saber bem onde quer estar. Os olhos passam a ser mais admirados. Quem diria? Eu parando para dizer como tudo fica mais bonito quando lembro daquele olhar ou do sorriso? Parece coisa de algum livro ou desses filmes melosos que vemos por aí.

Talvez essa seja a graça, estar em uma situação em que provavelmente já duvidei que fosse possível. Só que deixa eu te falar, você, um dia, se pega realmente bobo e cá entre nós? É uma delícia. Se permitir sentir-se bobo por viver um sentimento verdadeiro é algo que devemos a nós mesmos, seja em um relacionamento amoroso, familiar ou de amizade.

A graça é não ter medo, é perceber que sim, aquela mão se encaixa bem na sua, aquele abraço te conforta e tudo bem. Está tudo bem admitir isso, traz mais luz para nossa vida. Ás vezes pode parecer melhor se fechar para o mundo, mas não tem problema não, uma hora ou outra, a gente percebe que apesar da importância de aprendermos a nos virar sozinhos, ter bons laços nos proporciona experiências e sentimentos inexplicáveis, que fazem tudo valer mais a pena.

Pode parecer texto de gente apaixonada e olha, não ligo. Aproveite a chance e perceba as pequenas coisas. Se expresse, abrace, diz que ama, que adora, que quer. Cuide de si e de quem está do seu lado. Pega essas frases clichês e dance com elas. Tem problema não.

Meu amor não gosta de bacon, torce o nariz com meu hambúrguer com três belas tiras, mas apesar de qualquer diferença, entendemos que amor não é completar o outro e sim transbordar. Não é podar, é cultivar. Não é impedir de voar, é ser capaz de voar junto.

27/04/2017

Espalhe o bem: Projeto Inglês Para Todos

Imagina o quanto pode significar para as pessoas ter aulas gratuitas, que buscam muito mais do que o inglês, trabalhando o empreendedorismo, identidade cultural e cidadania? É com essa proposta que o Projeto Inglês Para Todos surge, atendendo os moradores do Parque Santo Antônio e região, com a psicóloga e gerente de projeto social Débora Burigatto, como responsável.

Os materiais e o modo de ensino contribuem para que o curso consiga ir além do inglês, onde além da certificação como nível intermediário, aprendam também estratégias para continuar os estudos, seja em instituições de ensino ou sozinhos. Ainda mais, caso seja identificada a existência de habilidades para lecionar, alunos serão capacitados para dar aulas aos novos inscritos do nível básico, continuando assim o projeto. Isso mesmo, além de aprender uma nova língua, você ainda trabalha valores, se desenvolve, ganha uma melhor percepção de identidade cultural, cidadania e pode contribuir com a continuação do projeto, ajudando assim outras pessoas!

As INSCRIÇÕES serão realizadas até o dia 03/05 no SACOLÃO DAS ARTES, oferecidas - inicialmente - a jovens entre 12 e 18 anos sendo as vagas LIMITADAS.



Para entrar em contato, é possível enviar mensagem pela página do Facebook ou pelo e-mail pipt2017@gmail.com.

21/04/2017

Dica de filme: Fragmentado [SPOILER]


Por que o filme Fragmentado é bom? Assisti duas vezes sem protestar e achei incrível, principalmente a atuação de James McAvoy, que interpreta Kevin, um rapaz que tem 23 personalidades distintas, por conta de um transtorno dissociativo de identidade e particularmente, pelo menos na minha percepção, o ator fez bem seu papel, ou melhor, seus papéis, pois é possível notar as diferentes expressões e características de cada personalidade, que vai desde uma criança, até mesmo um estilista e uma mulher. Ok. Já deu para entender que achei incrível, agora vamos finalmente falar sobre o filme!

Fragmentado tem direção e roteiro de M. Night Shyamalan, quem é esse cara? O mesmo que dirigiu O Último Mestre do Ar, A Vila, Corpo Fechado, A Dama na Água, Sexto Sentido, entre outros títulos. Em Fragmentado, algumas das facetas de Kevin, Patricia e Dennis, querem manter o controle e liderança, tirando a "luz" de outras personalidades. 

Eles querem dar espaço a algo maior, querem que acreditem em seu poder, especialmente por meio da Fera e para isso, sequestram três garotas, que tentam escapar, mas apenas uma sobrevive por conta de todo o sofrimento que já passou, Casey (Anya Taylor-Joy), tem sua história também contada ao longo do filme, o que nos leva a entender tudo o que já passou, compreendendo também um pouco de sua personalidade.


Tudo no filme parece ser bem pensado e ao longo dele vamos descobrindo mais detalhes, juntando as peças, podemos até pensar que no final dá tudo certo, mas não, Kevin é colocado para "dormir" bem longe por suas personalidades que possuem intenções ruins e elas passam a ter controle, fugindo após a morte das garotas e sobrevivência de Casey. O que fez a dúvida de uma continuação surgir, já que existiu esse possível gancho no final. 

Veja o trailer a seguir: